ESCRITO POR: V. P.

Bilocação de Consciência Gostaria de descrever a minha segunda experiência dentro da Percepção Extra Sensorial – PES – que se trata de bilocação de consciência. Eu havia dormido esperando que acontecesse. Trabalhando a mente para não perder a consciência quando a hora chegasse. Não consegui. Acabei dormindo e pouco depois fui acordado por minha mãe, que estava a verificar se eu já havia retornado da minha volta com os amigos. Retorno a cama e para meu sono. Foi quando me percebi em catalepsia projetiva. Um zunido assustador de fundo para completar. Eu já estava ciente do processo e repeti para mim “tudo bem, não há com o que ficar assustado, deixe rolar”. E rolou. Experimentei a sensação de ser puxado para cima e deixado cair. Abri os olhos e vi o chão de meu quarto. Aos poucos o ambiente foi clareando e eu pude perceber melhor os objetos costumeiros espalhados pelo chão. Pensei em modificar a posição de algum, talvez para provar que estive ali, mas abandonei a idéia assim que ela apareceu. Levantei do chão com a intenção de explorar o mundo astral. Encarei a porta de meu quarto e tentei atravessá-la. Não pude. Então a abri com as mãos e sai. Seria um sonho? Não vou descrever o que aconteceu a seguir, mas vale dizer que encontrei meu padrasto e depois meu irmão menor. Estavam agindo normalmente, como no mundo físico. Também encontrei comigo mesmo por um breve momento. Atravessei a casa e estava na porta da frente. Tentei atravessar a porta por duas vezes e não consegui. Olhei além da porta, na parte de fora, e vi uma figura estranha e intimidadora, mas não me assustei. Já tinha recebido conselhos para não me assustar com figuras estranhas que viesse a encontrar no mundo astral. Virei de costas para a porta e pensei comigo mesmo “vamos explorar a casa então, de muita atenção aos detalhes”. Ali estava, em minha frente, uma mulher que representava minha mãe. Eu senti desta forma. Não lembro se ela disse algo. Passei a mão em seus cabelos e essa mulher tornou-se uma garota, provavelmente com minha idade. Era atraente e vestia-se de uma forma atraente, para mim. Fitei o seu rosto e atentei aos detalhes. O rosto era coberto por marcas e algumas poucas espinhas. Era incrível a realidade dos detalhes. Pergunto-me como tal realidade poderia ser possível em um sonho? Quando me senti atraído, veio-me um sentimento de desejo, mas eu o evitei para não quebrar o evento. Depois que atentei aos seus detalhes, senti uma ligação (também sou marcado e tenho espinhas) e uma atração mais forte. Meus sentimentos instáveis vieram à tona e eu fui puxado de volta. Foi em um instante. Estava a observá-la e então abri os olhos em minha cama. O evento ocorreu no dia 20/02/2011. Uma observação. Eu encontrei esta garota do sonho, fisicamente. Ela ingressou na mesma instituição em que estudo. Foi bastante estranho vê-la passar ao meu lado enquanto estava conversando com um grupo de amigos. Não tenho dúvidas de que era a mesma pessoa do sonho. Mas ela não me percebeu. 05/05/2011

 

DATA DE ENVIO: 26 maio 2011

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.